Arquivos do Autor

Henrique Satt Visualizar tudo →

21 anos de idade, apaixonado por literatura, fotografia e pela natureza.

Ciclos

começo.fim.recomeço.tanto faz! desde que o amorcontinue sendo amore o gosto do seu beijocontinue sendo saudadee o seu abraçoum regresso ao lareu não me importo de permanecer nessa históriaonde um ponto finale uma vírgulatem a mesma função  — Ciclos

Leia mais Ciclos

E então…. eu olhei.

De todas as coisas que imaginei algum dia serem capazes de me salvar, eu nunca apostaria minhas fichas em olhares. Mas foi no olhar de uma mulher deitada na areia, cercada de plantas e com sua cachorrinha no colo, que me olhou como mãe, apenas. Aquele olhar que diz: “te coloquei no meu coração e…

Leia mais E então…. eu olhei.

Aos olhos dele

Entre beijos, tiro minha calça. Ele para por um segundo para observar minhas pernas. Ele diz gostar delas. “São fortes e grossas” ele diz. Embora eu as veja como pernas normais. Mais fortes e grossas que as dele, talvez. Mas, ainda assim, normais. Arranco o resto da minha roupa por impulso. Ele distribui beijos por…

Leia mais Aos olhos dele

O primeiro dia de sol

Eu estava descendo a rua quando o vi. Ele estava do outro lado, sorrindo pra mim. Camiseta vermelha, uma calça preta e tênis amarelos, exatamente como os meus. Ele acenou dizendo ‘olá’. Sentou-se e fez da calçada um lugar confortável para uma conversa. Ele é desses que sempre se sentem em casa, ou que fazem…

Leia mais O primeiro dia de sol

Nossos dias contados

— Você precisa procurar ajuda, Henrique. Ele diz. Ele não diz mais nada. Ele espera pelo adeus. Foi em janeiro daquele mesmo ano quando previ esse dia, e em março tive a confirmação que precisava. Era uma questão de tempo até que tudo viesse à tona e tão iminente quanto a primavera que fez florescer…

Leia mais Nossos dias contados

O sobrevivente

Ele partiu e levou consigo algo meu; uma parte de mim que nunca lhe ofereci, em primeiro lugar. Mas eu sobrevivi. O perdoei, embora fosse difícil de acreditar que nunca mais voltaria a encontrá-lo e, tampouco, seria inteiro mais uma vez. Minha juventude aconteceu insensivelmente, dias eram como anos e os anos eram décadas. E…

Leia mais O sobrevivente

Pequeno ato de coragem

você sorriu e me disse que nunca sentiu isso antes, mas você sentiu sim. Você sentiu isso antes e disse em voz alta, mesmo que ele não merecesse, você sentiu e mesmo que ele tenha ignorado você o disse mesmo que sentir isso tenha de todas as formas te machucado, você sentiu e disse em…

Leia mais Pequeno ato de coragem

Quando me tornei um homem

eu me tornei um homem há muito tempo. isso não foi bom, devo dizer. me tornei um homem quando ainda era menino quando ainda queria brincar, me tornei um homem porque não tive escolha eles quem escolheram pra mim disseram que tinha que ser assim que ser “moleque” não me levaria a lugar algum que…

Leia mais Quando me tornei um homem